Mais do que uma utilidade doméstica: uma luta para além da cozinha.

De sexo frágil a secretária do lar; não faltam argumentos cotidianos e até mesmo científicos para explicar uma inferioridade inexistente.
De sexo frágil à secretária do lar; não faltam argumentos cotidianos e até mesmo científicos para explicar uma inferioridade inexistente.

“O cérebro do homem é maior mesmo!”
Quando fazia o percurso de volta para casa, essa foi a frase que ouvi de um homem, o qual nas suas palavras de exaltação orgulhava-se de suas conquistas de trabalho, fazendo menção a sua superioridade e sua capacidade em relação a uma mulher, esta que se encontrava junto a ele.
Mas será maior mesmo? Só porque foi um homem que inventou o avião? Só porque é um homem que realiza trabalhos “pesados”? Ou, será porque foi um homem que provocou as guerras? E foi um homem que conduziu massacres sangrentos mundiais?
Esclareço que minha intenção aqui não é travar uma luta entre homem e mulher; muito menos entre machismo e feminismo. Nem tão pouco conduzir através dessas palavras uma ideia de superioridade feminina, que por sinal não existe.
Na verdade, apesar de vivermos numa sociedade que atingiu certo grau de evolução no sentido da aceitação dos direitos das mulheres; ainda se encontra “presa” nos ideais machistas firmados, arraigados com a ajuda de algumas instituições religiosas, subjugando esse tal “cérebro maior”. Observe.
Se não é a mulher que é espancada nos pontos de ônibus ou dentro da sua própria casa… Se não é a mulher que é desvalorizada e humilhada no trabalho… Se não é a mulher que é estuprada só por causa da roupa que veste… Se não é a mulher que é taxada de doméstica, ou melhor, dona do lar… Se não é a mulher, então quem é?
Reconheço que é difícil alcançar a plena igualdade entre os sexos, até porque somos diferentes fisicamente. No entanto, precisamos mais do que nunca lutar por nossos espaços na sociedade; conquistar o respeito e a valorização pessoal e profissional, sobretudo a igualdade, não de gênero, mas de liberdade de expressão e o poder decisão das escolhas, dos sonhos, e, principalmente dos desejos.
Mas do que uma luta para além da cozinha, é toda uma trajetória que foi e vem sendo construídas através do poder das palavras; estas me permite expressar essas palavras neste texto e decidir com clareza meu futuro.
Talvez, a frase que possa resumi esse texto seja: desconstruir a falsa moral que nos permeia por séculos.

Mais do que uma utilidade doméstica: uma luta para além da cozinha.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s